Campanha de Dorinha chama de “ato de desespero” ação proposta pelo PSB contra sua candidatura

A campanha da candidata Professora Dorinha (UB) divulgou nesta quinta-feira, 29, uma nota sobre ação do PSB, do candidato ao Senado, Carlos Amastha, em que acusa a candidata também ao Senado e o candidato à reeleição ao Governo do Estado, Wanderlei Barbosa, de abuso de poder político.

Segundo a nota, a ação seria “um ato de desespero pela derrota iminente, por isso o candidato adversário estaria usando de artimanhas desprezíveis da velha política e fazendo acusações falsas contra a candidatura da Professora Dorinha, que lidera todas as pesquisas ao Senado no Tocantins”.

A campanha ressaltou que “de maneira irresponsável, adversários usam de mentiras, sem apresentar qualquer sustentação jurídica plausível ou alguma fundamentação factível que possa atribuir uma única relação sequer entre a candidata e os devaneios mencionados na ação”.

Por fim, a nota ressalta que “a postura adotada prova apenas o que todo o Tocantins já sabe, que são pessoas sem qualquer responsabilidade com a verdade e com o povo tocantinense. O União Brasil do Tocantins informa que tomará todas as medidas judiciais cabíveis para combater essas acusações infundadas”, finalizou a campanha de Dorinha.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Quer acompanhar
todas as notícias
em primeira mão?

Entre em um de nossos
grupos de WhatsApp