Lewandowski nega investigação contra Lula por ‘ameaças’ a deputados

Ex-presidente sugeriu aos movimentos sindicais que, ao invés de fazer atos públicos em Brasília, fossem até as casas dos parlamentares;

Rodapé Imagem Posts

Segundo o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, não há elementos probatórios suficientes para autorizar uma investigação contra o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A notícia crime contra Lula foi protocolada no STF no início do mês por 11 deputados federais, organizados por Carla Zambelli (PL-SP), que se sentiram ameaçados por declarações do ex-presidente em que sugeria aos movimentos sindicais que, ao invés de fazer atos públicos em Brasília, fossem até as residências dos parlamentares.

Saiba mais

Saiba mais

O grupo argumentou perante o Supremo que Lula praticou os crimes de incitação a abolição violenta do Estado democrático de direito e perseguição. Eles também queriam que o petista fosse obrigado a manter distância mínima de 300 metros dos parlamentares e suas residências.

Fonte: Jovem Pan – Informações da repórter Carolina Abelin

Rodapé Imagem Posts

Comentários estão fechados.