No páreo: Pesquisa IVOX confirma que Amastha 400 tem chances reais de vencer a disputa ao senado

A terceira e última rodada de pesquisa do Instituto IVOX e do Jornal O Coletivo, mostra a evolução do candidato Carlos Amastha na corrida por uma vaga no Senado Federal, saltando de 22% para 33%, atrás apenas da Professora Dorinha (UB), que tem 36% dos votos válidos. A pesquisa, registrada sob o nº TO-03552/2022 e que ouviu 900 eleitores entre os dias 24 e 28 de setembro, foi publicada nesta quarta-feira, 28, no site do referido veículo de comunicação.

Levando em consideração que a margem de erro é 3%, para mais ou para menos, Amastha está praticamente empatado com Professora Dorinha, portanto, tem chances reais de vencer a disputa. “Reflete o sentimento que temos visto nas ruas, de pessoas que estão cansadas de tudo o que está aí e anseiam por mudanças. A gente sabe que muitos estavam declarando voto para Dorinha porque não querem mais a Kátia no senado, mas assim que ouvem nossas propostas, os projetos que temos para desenvolver esse Estado e comparam com a transformação que fizemos em Palmas, mudam de ideia. Amastha 400 é a melhor opção para quem deseja mudanças reais e temos certeza que dia 2, teremos um resultado super positivo”, destacou Amastha.*

Amastha reitera que o eleitor deve analisar o trabalho realizado por cada um quando exerceu cargo público. “O que a Kátia não fez nesses 24 anos de congresso, certamente não fará mais. A Dorinha foi eleita em 2010 por méritos próprios, mas nas eleições seguintes a história foi diferente, em 2014 foi eleita por quociente partidário e 2018 por eleita pela média. Ou seja, perdeu força no meio do caminho porque certamente não está fazendo muita coisa. Já eu desejo fazer muita coisa por esse Estado e pelo nosso povo, e garanto, em 8 anos dá pra fazer muito”, reiterou.*

Demais candidatos
Enquanto Amastha sobe, a pesquisa mostra que a senadora Kátia Abreu (PP), que disputa a reeleição, segue na terceira posição, porém bem longe dos dois primeiros colocados, mesmo tendo crescido três pontos percentuais, saindo de 17% para 20%.

Na sequência vem o ex-senador Ataídes de Oliveira (PROS) com 8%; Vilela do PT com 2%; e Pastor Claudemir Lopes (Patriota) com 1%. Os candidatos Andrea Schmidt (PMB), Marcelo Claudio (PRTB), Lúcia Viana (PSOL) e Lázara Merley Castro (DC), não obtiveram 1%. A pesquisa mostra ainda que 5% dos eleitores estão indecisos; e outros 5% afirmaram que devem votar em branco ou anular o voto.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Quer acompanhar
todas as notícias
em primeira mão?

Entre em um de nossos
grupos de WhatsApp