Forças de segurança divulgam números da Operação Praias Seguras

As forças de segurança do Estado do Tocantins divulgaram na manhã desta segunda-feira, 1º, durante entrevista coletiva no Palácio Araguaia, o balanço da Operação Praias Seguras que ocorreu durante todo o mês de julho, com a finalidade de proporcionar tranquilidade e segurança à população durante a temporada de praia. 

Este ano, a Operação contou com o reforço, no policiamento, de alunos do Curso de Formação de Praças (CFP) da Polícia Militar do Tocantins; e dos bombeiros, com guardas-vidas civis, formados pela corporação em parceria com os municípios.  

O Secretário da Segurança Pública, Wlademir Costa, destacou que os resultados foram positivos graças à integração entre as instituições. “O resultado apresentado aqui, hoje, só foi conquistado devido a integração entre as forças de segurança e demonstra que a população pode contar com um Estado mais seguro”, destacou, lembrando que todas as ocorrências acabam direcionadas para as delegacias que realizam os inquéritos policiais.  

Polícia Militar

Durante a Operação foram empregados 1.740 policiais militares e 250 viaturas por final de semana em todo o Tocantins.  Ao todo, 378 eventos foram policiados no decorrer da Operação, sendo que 26 locais foram vistoriados e um local foi autuado por descumprimento de medida preventiva. 

As centrais da PM que recebem os atendimentos via número 190 registram 8.907 chamados. As equipes policiais militares empregadas abordaram 9.822 pessoas e 6.316 veículos no decorrer da Operação. Essas ações resultaram na prisão de 98 pessoas e apreensão de sete menores, além do cumprimento de 32 mandados de prisão. Foram apreendidas 21 armas de fogo e 11 armas brancas. Houve ainda a apreensão de 1.100 quilos de material entorpecente.

A Polícia Militar realizou ainda 131 blitz de trânsito/barreiras em pontos estratégicos dos municípios, que resultaram na recuperação de 25 veículos com registro de furto/roubo, no registro de 233 infrações de trânsito e 18 crimes de trânsito, sendo 65 veículos removidos por estarem em desacordo com a legislação de trânsito. 

Os policiais militares registraram 189 acidentes de trânsito sem vítimas, sendo 138 em área urbana e 51 em rodovias. Já os acidentes de trânsito com vítimas de lesões foram 224, sendo 149 em área urbana e 75 em Rodovias. Em relação aos acidentes de trânsito com vítimas fatais, foram 26 registros, sendo 11 em área urbana e 15 em rodovias. Os acidentes de trânsito com semoventes tiveram quatro registros, sendo todos em Rodovias. Foram registradas ainda, 19 ocorrências de embriaguez ao volante, sendo 15 em área urbana e quatro em Rodovias. 

Apreensão de drogas

Na noite de sexta-feira, 29 de julho de 2022, na Rodovia BR – 153, km 663, próximo à cidade de Gurupi, a Polícia Militar prestou apoio à Polícia Rodoviária Federal (PRF) em uma ação que resultou na apreensão de 921 quilos de substância análoga à maconha, escondida dentro de móveis em um caminhão de mudança, e na prisão de dois indivíduos suspeitos de tráfico de entorpecentes.

Já no sábado, 30 de julho de 2022, no Setor JK, na cidade de Araguaína, também em apoio à PRF, a Polícia Militar, por meio da equipe de Força Tática Cães, apreendeu 123 quilos de substância análoga à cocaína, e prendeu dois indivíduos, 35 e 53 anos, pelo crime de tráfico de entorpecentes.

Os policiais prestaram apoio durante abordagem a uma camionete GM/D20 de cor branca. Foram utilizados os cães Hórus e Kira que detectaram através do faro, a droga que estava escondida em uma repartição falsa no assoalho da carroceria da caminhonete. Os suspeitos e todo material apreendido foram conduzidos e apresentados na Delegacia da Polícia Federal para as providências cabíveis.

O Comandante-Geral da Polícia Militar do Tocantins, coronel Júlio Manoel da Silva Neto, destacou também a cooperação com os órgãos municipais. “Visitamos todo o Estado para verificar isso pessoalmente, e essa parceria com as prefeituras, planejando juntamente com as forças de segurança o que precisava melhorar. Essa colaboração foi o ponto alto do sucesso da operação, a integração das forças de segurança, o efetivo de todos, um ajudando o outro, dando as mãos para conseguir cumprir a missão. Nosso objetivo era de levar a sensação de segurança para o nosso povo tocantinense”, ressaltou  coronel. 

Corpo de Bombeiros

Além do efetivo dos Bombeiros Militares, a atuação nas praias também contou com a presença de guarda-vidas civis que passaram por capacitação do Corpo de Bombeiros em parceria com as prefeituras. O efetivo empregado foi de 40 militares/civis por final de semana, atuando em 46 praias do Estado, além de 2 rafts (rally das águas), acontecido em Itacajá e Goiatins.  

Já a ronda, realizada pelos Bombeiros Militares, aconteceu em 91 praias distribuídas em oito regionais: Palmas, Paraíso, Porto Nacional, Araguaína, Colinas, Araguatins, Gurupi e Dianópolis. 

Em relação aos afogamentos, no mês de julho, foram apenas 4 registros. Sendo que esses afogamentos ocorreram fora das áreas controladas pelos bombeiros, ou seja, propriedades particulares ou lugares mais arriscados. 

Foram realizados 10 atendimentos aquáticos; 42 atendimentos pré-hospitalares e 199 atividades preventivas aquáticas. Tendo ao fim do período, 33.786 impactadas pelas ações de prevenção dos Bombeiros Militares. 

Para o Comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Carlos Eduardo Farias, os números demonstram que a operação deste ano foi um bem sucedida. “Quero parabenizar todas as instituições, porque como foi dito, a Operação só teve bons resultados devido ao trabalho conjunto realizado pelas forças de segurança”. 

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Quer acompanhar
todas as notícias
em primeira mão?

Entre em um de nossos
grupos de WhatsApp