Homem condenado a 16 anos de prisão por estupro de vulnerável é preso pela Polícia Civil em Axixá



Uma ação conjunta de combate à criminalidade realizada na manhã desta quinta-feira, 4, em Axixá, por policiais civis da 14ª Delegacia daquele muncípio em atuação conjunta com policiais civis do 1º Distrito Policial de São Sebastião (SP), resultou na prisão de um homem de iniciais G.G.S, de 33 anos, o qual possui condenação a 16 anos de pisão por estupro de vulnerável.

A delegada Lívia Rafaela Almeida, titular da 14ª DP e responsável pelo caso, explicou que a prisão é um desdobramento de uma ação coordenada entre as Polícias Civil de São Paulo e do Tocantins, por meio da equipe de investigadores da unidade policial, localizada no Extremo Norte do Estado.

“Após intenso compartilhamento de informações com a polícia paulista foi possível localizar e prender G.G.S, o qual é condenado a 16 anos de reclusão em regime fechado por crime de estupro de vulnerável, cometido no município de São Sebastião, tendo como vítima a própria sobrinha menor de idade no ano de 2016”, ressaltou a autoridade policial.

Os investigadores de São Sebastião e da 14ª DP de Axixá conduziram o levantamento de todas as informações pertinentes ao caso, culminando na localização do indivíduo. “Ocorre que para evitar ser identificado pelas forças policiais, ele se apresentava com documento de identidade do irmão falecido”, disse a autoridade policial policial.

Com base nos levantamentos realizados, os policiais civis da 14ª DP de Axixá deflagraram uma operação na manhã desta quinta-feira, que resultou na captura de G.G.S., em cumprimento a mandado de prisão, expedido pela Vara Criminal da Comarca de São Sebastião (SP).

Após ser capturado, o indivíduo foi conduzido até a sede da 3ª Central de Atendimento da Polícia Civil, em Araguatins, e após a realização dos procedimentos legais cabíveis, foi recolhido à Cadeia Pública local, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário de São Paulo.

Ao falar sobre a ação, a delegada Lívia Rafaela ressaltou a importância da localização e da prisão do homem, resultado da colaboração entre as forças policiais, evidenciando a eficácia de operações conjuntas.

“Esta é mais uma ação de extrema importância, que foi realizada pela Polícia Civil do Tocantins em parceria com a Polícia Civil de São Paulo, na qual foi possível retirar de circulação um indivíduo que é condenado a 16 anos de prisão pela prática de um crime hediondo de estupro de vulnerável contra a própria sobrinha e que estava se escondendo aqui no o Tocantins”, ponderou a autoridade policial.





FONTE

Comentários estão fechados.

Quer acompanhar
todas as notícias
em primeira mão?

Entre em um de nossos
grupos de WhatsApp