MP pede que menino desaparecido e encontrado em SP seja transferido para abrigo em SC

[ad_1]

Ação foi protocolada na tarde desta terça-feira e aguarda manifestação da Justiça catarinense; criança foi encontrada dentro de um carro com duas pessoas que foram presas, em flagrante, por tráfico de pessoas

Reprodução/Youtube/PMTVDuas pessoas foram presas por tráfico de pessoas em SP
Momento em que policiais abordam uma carro onde duas pessoas estavam com o garoto

Um ação do Ministério do Público de Santa de Catarina (MPSC) pede para que menino de 2 anos, que estava desaparecido e foi encontrado em São Paulo nesta terça-feira, 9, seja transferido para um abrigo em São José, na Grande Florianópolis, município onde mora com a família. A criança foi encontrada dentro de um carro com duas pessoas, um homem e uma mulher, na região do Tatuapé, na zona leste da capital. Ele estava desaparecido desde o dia 30 de abril. Os dois foram presos em flagrante por tráfico de pessoas. A ação foi protocolada na tarde desta terça-feira e aguarda manifestação da Justiça catarinense. Segundo o órgão, a transferência da criança para uma unidade de acolhimento proporcionaria um completo conhecimento da situação do menino. Além disso, colaboraria para uma melhor estratégia para sua reinserção no ambiente familiar. O MPSC ainda solicita um estudo psicossocial, com urgência. O objetivo seria verificar o contexto familiar e a possibilidade de breve reintegração do garoto.

A ação foi baseada no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), conforme explica a promotora de Justiça, Caroline Moreira Suzin. “As razões que fundamentam o retorno da infante ao Município de São José estão pautadas nos princípio do melhor interesse do menor e no artigo art. 147, I e II, do ECA, fixando a competência no local em que o interessado terá o direito à convivência familiar e comunitária, sem perder referências importantes na manutenção dos vínculos afetivos”, explicou a promotora.

 

 



[ad_2]

FONTE

Comentários estão fechados.