Polícia Federal prende suspeito de coordenar esquema de fraudes em prejuízo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS em Palmas


A investigação teve início após a prisão em flagrante de uma pessoa em junho deste ano, no momento que ela tentava sacar valores do FGTS em unidades bancárias em Palmas.

Foto: Divulgação/Polícia Federal

Foto: Divulgação/Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (17/11) a Operação Garantia, com o objetivo prender o principal articulador de fraudes em prejuízo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS.

A investigação teve início após a prisão em flagrante de uma pessoa em junho deste ano, no momento que ela tentava sacar valores do FGTS em unidades bancárias em Palmas/TO, com uso de documentos falsos.

As investigações apontaram que o suspeito preso na data de hoje é o responsável por aliciar pessoas para que se passem por trabalhadores com direito a saques do FGTS e realizem saques indevidos.

VESTIBULAR UNITINS

Foram cumpridos um mandado de prisão e um de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da 4ª Vara Federal de Palmas/TO.

O preso, que já tem condenação por roubo, vinha cumprindo medida de uso de tornozeleira eletrônica durante os fatos sob investigação da Polícia Federal.

O objetivo da Operação Garantia é, além de tirar de circulação o principal articulador do esquema criminoso, identificar outros coautores e partícipes do esquema criminoso de confecções de documentos falsos e de saques indevidos de FGTS.

Todos os envolvidos poderão responder, na medida de suas responsabilidades, por estelionato majorado, falsificação de documento, uso de documento falso e associação criminosa, cujas penas somadas podem chegar a mais de quinze anos de reclusão.

Fonte: Polícia Federal no Tocantins





FONTE

Comentários estão fechados.