Presidente do Peru culpa imigrantes ilegais pela criminalidade e promete aumentar ‘controle de estrangeiros’


Em entrevista coletiva, Dina Boluarte criticou gestões anteriores por permitirem a livre entrada no país e falou sobre reforço nas regiões de fronteira

EFE/ Presidencia del PerúDina Boluarte
Declaração foi feita por Boluarte em entrevista coletiva nesta quarta-feira, 26

A presidente do Peru, Dina Boluarte, culpou os imigrantes pela criminalidade que está afetando o país. A declaração foi dada pela mandatária nesta quarta-feira, 26, durante entrevista coletiva. “Vocês mesmos falam todos os dias (…) que aqueles que cometem assaltos diários, roubos e outros atos criminosos são estrangeiros, por isso temos que reformular a lei de estrangeiros, para ver essa questão da migração (…) 800 mil venezuelanos entraram, assim como muitos haitianos, e são eles que infelizmente estão cometendo esses atos”, disse Boluarte. A presidente assegurou que o então presidente Pedro Pablo Kuczynski permitiu a “livre entrada pelo norte do Peru” aos imigrantes e que, entre 2016 e 2018, mais de 800 mil venezuelanos e “outros tantos haitianos” entraram no país. “É por isso que temos que falar quase em uníssono sobre migração e insegurança cidadã”, enfatizou a presidente peruana. Antes dessa declaração, Boluarte já havia explicado o decreto de estado de emergência nas regiões de fronteira com Brasil, Colômbia, Chile e Equador, visando aumentar o “controle de estrangeiros no país”. Segundo ela, essa medida permitirá a execução de operações policiais relacionadas ao controle de fronteiras com o objetivo de prevenir (atos contra) a ordem interna e os direitos constitucionais da população”.

*Com informações da EFE





FONTE

Comentários estão fechados.

Quer acompanhar
todas as notícias
em primeira mão?

Entre em um de nossos
grupos de WhatsApp