Quarto avião com 207 brasileiros resgatados de Israel decola rumo ao Rio de Janeiro

[ad_1]

Voo da Operação Voltando em Paz, coordenada pelo Governo Federal e pela Força Aérea Brasileira (FAB), tem previsão de chegada para este sábado, 14

Divulgação/Governo Federal/Força Aérea Brasileiraaeronave-KC-30-Airbus 330-200-Israel-operacao-voltando-em-paz-repatriacao-divulgação-Governo-Federal-Força-Aérea-Brasileira
Aeronave KC-30 decolou de Israel nesta sexta-feira, 13, com destino ao Rio de Janeiro

A aeronave KC-30 (Airbus 330-200), empregada na Operação Voltando em Paz, coordenada pelo Governo Federal e pela Força Aérea Brasileira (FAB), decolou de Tel Aviv, em Israel, às 12h45 (horário de Brasília) desta sexta-feira, 13, com 207 passageiros, além de dois cachorros e dois gatos, que serão repatriados da zona de conflito no Oriente Médio deflagrada pelos ataques do Hamas ao território israelense no último sábado, 7. Este é o quarto voo da operação, com destino ao Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro e previsão de chegada para este sábado, 14.  O destino final dos passageiros é em 18 cidades brasileiras. A ampla maioria em São Paulo (118), outras 31 no Rio de Janeiro, 13 em Porto Alegre, dez em Florianópolis e cinco em Brasília e Curitiba. Na lista de passageiros, há quatro crianças com menos de dois anos. O embaixador do Brasil em Israel, Fred Meyer afirmou que toda a equipe dele está mobilizada 24 horas para garantir que todos os brasileiros que tenham interesse em voltar sejam transportados de volta para o Brasil. “Esse já é o quarto voo. Mais de 700 pessoas já foram evacuadas. A previsão do  Itamaraty são 15 voos. Todos os que quiserem sair, sairão. Essa é a ordem do presidente Lula”, afirmou Meyer no comunicado do governo.

A operação já resgatou 701 brasileiros da guerra entre Israel e o grupo terrorista Hamas. Os primeiros 211 desembarcaram nesta quarta-feira, 11, na Base Aérea de Brasília. Outros 214 chegaram na quinta-feira, 12, no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Já o terceiro avião da FAB, com mais 69 brasileiros repatriados, pousou às 11h30 (horário de Brasília) desta sexta na Base Aérea de São Paulo (BASP), localizada no Aeroporto de Guarulhos. Ao todo, cinco aeronaves já foram enviadas a Israel para fazer a repatriação. De acordo com o Governo Federal, a articulação mais complexa para o Itamaraty nesse momento tem sido para conseguir deslocar os mais de 20 brasileiros que manifestaram interesse em retornar ao Brasil e que estão no lado palestino do conflito. O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, entrou em contato ontem com o ministro das Relações Exteriores do Egito, Sameh Shoukry, para garantir uma passagem humanitária para os brasileiros fazerem a travessia entre Gaza e o Egito, a partir de onde seria mais viável permitir aos brasileiros um retorno seguro.

Segundo informações do Itamaraty, mais de 2,7 mil brasileiros manifestaram interesse em retornar. Eles preencheram um formulário online disponível no site da embaixada Tel Aviv. A determinação do Governo Federal é de que todos os interessados sejam repatriados, como enfatizou nesta quarta, 11, nas redes sociais o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT): “Estou orgulhoso, e o povo brasileiro também deve estar, pelo belo trabalho que o Ministério da Defesa, o Itamaraty e a Força Aérea Brasileira estão fazendo de resgate dos nossos compatriotas que estão na zona do conflito. Vamos continuar trabalhando até trazer de volta para casa todos que estão naquela região e desejam retornar ao nosso país”. A estimativa é que 14 mil brasileiros vivem em Israel e 6 mil na Palestina, a grande maioria fora da área afetada pelos ataques. Até o momento, o governo brasileiro reservou seis aeronaves da FAB para a repatriação.



[ad_2]

FONTE

Comentários estão fechados.