Tocantins integra 2ª edição do  evento “Caminhos Literários no Socioeducativo” do CNJ

[ad_1]

Nos dias 29 e 30 de novembro, será realizada, pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a 2ª edição do evento “Caminhos Literários no Socioeducativo: pelo direito à Leitura”, com a temática “Manifestações literárias e participação juvenil”. A atividade  faz parte do Programa Fazendo Justiça, uma iniciativa que é produto de parceria entre o CNJ e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), e que tem como objetivo a qualificação de etapas do ciclo penal e do ciclo socioeducativo a partir do protagonismo do Judiciário.

Dentre as 80 unidades socioeducativas inscritas no II Caminhos Literários,do Tocantins  irão participar as unidades Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Palmas, do Centro de Internação Provisória (CEIP) Sul de Gurupi, e do Centro de Internação Provisória (CEIP) Feminina de Palmas.

As inscrições para ter acesso aos certificados serão realizadas durante o evento, de forma online. 

Fomento à literatura

O objetivo do II Caminhos Literários é dar corpo para a ação de Fomento à Leitura no contexto da socioeducação, tendo como foco principal adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas, atores e atrizes do Sistema de Justiça, assim como também do Sistema de Garantia de Direitos.

Com uma programação diversificada e emissão de certificação emitido pelo CNJ, aberto ao público, e com transmissão ao vivo pelo canal do CNJ no YouTube, o evento não só proporcionará um contato lúdico e potente com distintas linguagens literárias(a exemplo da poesia, do rap, do discurso, dentre outras), mas também trará o lançamento de um importante documento para a construção de políticas voltadas ao fomento da leitura, o Censo Nacional de Práticas de Leitura do Sistema Socioeducativo.

Além disso, nos dias 6 e 7 de dezembro, ocorrerão atividades virtuais fechadas, com uma proposta de metodologias participativas voltadas exclusivamente para a integração e o protagonismo de adolescentes que se encontram privados(as) de liberdade dentro do Sistema Socioeducativo, sendo a culminância dessa série de encontros, a
realização da I Conferência Livre de Cultura no Sistema Socioeducativo, em parceria com o Ministério da Cultura (MinC).

Mais informações sobre a programação do evento podem ser encontradas no site oficial do CNJ.

[ad_2]

FONTE

Comentários estão fechados.