Tocantins registra 3,4 milhões de descargas atmosféricas em 2022

Com a intensidade das chuvas aumentando, cresce também o risco de alagamentos, inundações e ocorrências com descargas atmosféricas. Somente em 2022, foram registrados 3.424.654 raios que caíram no Tocantins.  Em 2021 o volume ultrapassou a casa dos 3,48 milhões. Apesar da queda de 1,8% no comparativo dos dois anos, o número ainda é alarmante. E para evitar acidentes, a distribuidora de energia reforça os cuidados com a segurança e atenção com a rede elétrica, em especial no período chuvoso, que deve se manter até março em todo o estado. 

“A principal orientação é desligar os eletrodomésticos das tomadas e não utilizar os equipamentos que precisarem permanecer ligados. Quando uma descarga atmosférica atinge a rede, acaba entrando nas residências por meio da fiação e isso pode causar curto-circuito, incêndios e choques elétricos”, explica a coordenadora de saúde e segurança da Energisa Tocantins, Luciana Teixeira. 

Já se a pessoa estiver na rua, os cuidados são redobrados. “É preciso ficar alerta e evitar áreas descampadas, ficar longe de árvores e estruturas metálicas durante as tempestades e jamais tocar ou se aproximar de cabos rompidos, pois podem estar energizados. Outro cuidado importante é não tentar retirar galhos ou objetos que podem ficar presos na rede elétrica por conta dos ventos”, reforça a coordenadora. 

Histórico de descargas atmosféricas 

Apenas em dezembro de 2022, foram registrados 452.592 raios no Tocantins. Porém, o mês com maior número de descargas atmosféricas foi fevereiro, com 675.520 – o que pode se repetir esse ano. Já o menor foi agosto, com 83 raios em toda a extensão do estado. Os dados são do NetClima, que realiza monitoramento, análise e previsão de eventos meteorológicos, em parceria com a Energisa, a partir de informações do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). 

Já sobre as chuvas, 2022 registrou um volume de 1.548 mm³, representando um aumento de 1% em relação ao ano anterior e de 3,3% em comparação a 2018. O acompanhamento do clima é usado pela Energisa como apoio nas ações de operação. “Durante os temporais, são frequentes os casos de quedas de árvores, deslizamento de terras e objetos que são lançados sobre a rede, causando o rompimento de cabos de energia e a destruição de postes. Por isso, a empresa monitora em tempo real e faz os deslocamentos de equipes e materiais necessários para enfrentar as situações de instabilidade”, explica o gerente de operações da Energisa Tocantins, Alberto Cunha. 

Dicas 

Para os próximos dias, a previsão é de mais chuvas significativas para o estado e, por isso, a Energisa reforça os cuidados que a população deve ter para se evitar acidentes elétricos: 

– Quando estiver em casa, evite manusear aparelhos elétricos com as mãos molhadas ou pés descalços e tocar nas partes metálicas dos objetos, prevenindo o risco de choque. Essa dica vale para qualquer período do ano, mas em dias de chuva a recomendação é ter mais atenção;  

– Caso perceba que alguma parede da sua casa está úmida, não ligue equipamentos elétricos em tomadas instaladas nela. As paredes podem ser fonte de choques e mau funcionamento de equipamentos, causando danos aos aparelhos;  

– Não faça manutenções quando estiver chovendo. Em telhados, existe o risco de ser atingido por raios e, em equipamentos elétricos ligados à tomada, há chance de choque elétrico. Em caso de alagamento, curto-circuito ou princípio de incêndio dentro de casa, desligue imediatamente o disjuntor;  

– Se estiver na rua e começar a chover, fique longe de áreas abertas, como campos de futebol. Também mantenha distância de piscinas, lagos, árvores, antenas e locais elevados. Evite encostar em grades e objetos metálicos, não se abrigue em lugares descampados, próximo de postes ou embaixo da fiação elétrica. Esses locais se tornam perigosos por causa do risco de descargas elétricas naturais, como raios;  

– Se observar fios caídos, objetos ou pessoas em contato com a rede elétrica, galhos ou árvores entre a fiação, não se aproxime e entre em contato imediatamente com a Energisa;  

– Se, devido à ventania, observar algum objeto que foi arremessado na rede elétrica, como placas, árvores, entre outros, não se aproxime ou tente afastar a fiação. Entre em contato com a Energisa e aguarde em local seguro, longe dos fios.

– Em caso de emergência, a população deve entrar em contato também com o Corpo de Bombeiros pelo 193.

A Energisa orienta aos clientes a informarem ocorrências de falta de energia por meio dos canais digitais. O atendimento é disponível 24 horas por dia, todos os dias da semana. Pelo aplicativo Energisa On (disponível no Google Play ou App Store do celular), Agência Digital pelo site energisa.com.br e atendente virtual pelo WhatsApp (Gisa):  www.gisa.energisa.com.br 

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

Quer acompanhar
todas as notícias
em primeira mão?

Entre em um de nossos
grupos de WhatsApp