Corregedoria-geral da Justiça institui projeto voltado ao atendimento da população carente no Tocantins


Visando contribuir para a erradicação do sub-registro civil no âmbito do Estado do Tocantins e garantir a documentação básica para a população, a Corregedoria-geral  da Justiça do Tocantins instituiu, por meio do Provimento nº 22 (Diário da Justiça 5558), o Projeto “Registro Itinerante”. Ação contempla a realização de mutirões para atendimento itinerante à população mais carente para efetivação de registros, retificação e emissão de segundas vias de certidões de nascimento, casamento e/ou óbito; realização de casamentos coletivos; reconhecimento de paternidade biológica e afetiva; e alteração de nome e gênero para transgêneros.

Conforme o Provimento nº 22, o projeto leva em consideração as dificuldades de acesso de grande parte da população a documentos básicos necessários à prática dos atos da vida civil, assim como vai ao encontro do que preconiza a Diretriz Estratégica 5, que trata o sub-registro civil e determina a realização de ações visando a erradicação do sub-registro civil nas localidades identificadas com maior concentração potencial do número de ocorrências.

Todos os atendimentos serão realizados gratuitamente e os municípios que desejarem sediar uma etapa do Projeto deverão apresentar requerimento à Corregedoria-Geral da Justiça ou ao Juiz (a) Diretor (a) do Fórum, por meio de ofício.

Somente serão possíveis as emissões de segundas vias de certidões de nascimento, casamento e óbito em relação aos assentos realizados por serventias do Estado do Tocantins.



FONTE

Comentários estão fechados.

Quer acompanhar
todas as notícias
em primeira mão?

Entre em um de nossos
grupos de WhatsApp