CPE Norte celebra mais de 30 mil atos judiciais em um mês de atuação

[ad_1]

Ambiente criado com o objetivo de auxiliar magistrados e servidores no dia a dia dos trâmites processuais, a Central de Processamento Eletrônico de Feitos Judiciais de Primeiro Grau (CPE Norte), instalada em fevereiro na Comarca de Araguaína, já realizou mais de 30 mil atos.

De acordo com o coordenador da área cível da CPE Norte, o juiz Herisberto e Silva Furtado Caldas, só nos primeiros 20 dias úteis, a CPE foi capaz de produzir aproximadamente 30 mil atos processuais, sendo que “a programação inicial projetava 50 mil processos em um período de três meses”, diz.

A CPE é uma ação do programa “Justiça Mais Próxima e Inovadora”, instituído pela gestão 2023/2025 do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), que tem na presidência a desembargadora Etelvina Maria Sampaio Felipe. Ainda segundo o magistrado, a expectativa é que esse novo formato de prestação de serviços judiciais traga mais celeridade e unificação dos atos processuais para atender melhor o cidadão e cidadã tocantinense.

“Parabéns à presidente pela ideia. Parabéns aos servidores da CPE. Parabéns a todos que, de alguma forma, contribuíram para esses números. Sigamos em frente na busca da excelência do serviço. Esse quantitativo demonstra, por si só, o  valor da CPE. De modo que a central deve ser comparável a um diamante bruto, pois já revela sua qualidade, mas que ainda precisa ser lapidado para alcançar a excelência de seus serviços”, completou.

CPE

A Central de Processamento Eletrônico Norte tem sede no Fórum da Comarca de Araguaína e conta com o apoio de aproximadamente 50 servidores designados pela Presidência do TJTO, oferecendo um ambiente aberto ao público externo a partir de uma central de atendimento, tanto presencial quanto virtual.

Com a CPE, o Poder Judiciário do Tocantins (PJTO) oferece uma nova forma de trabalho à Justiça estadual, oferecendo suporte aos juízes e impulsionando a tramitação dos processos eletrônicos. A central também permite que os servidores lotados na central cumpram as determinações constantes nas decisões judiciais dos processos das comarcas de toda a região Norte do estado, dispondo uma melhor distribuição da força de trabalho, com o propósito de diminuir o déficit de servidores e servidoras na execução da atividade cartorária.

Além de Araguaína, a CPE Norte também abrange as comarcas de Ananás, Araguatins, Arapoema, Augustinópolis, Colinas do Tocantins, Filadélfia, Goiatins, Itaguatins, Tocantinópolis, Wanderlândia e Xambioá.

É previsto que sejam instaladas, também, a CPE Central, com sede em Palmas, e a CPE Sul, em Gurupi.

[ad_2]

FONTE

Comentários estão fechados.