Juíza Renata do Nascimento leva palestra sobre combate ao racismo ao Centro de Ensino Médio José Alves de Assis, em Paraíso do Tocantins

[ad_1]

Em um gesto significativo de comprometimento com a luta contra o racismo, a juíza de direito Renata do Nascimento e Silva visitou o Centro de Ensino Médio José Alves de Assis, em Paraíso do Tocantins, na manhã desta quarta-feira (10/5). A iniciativa da magistrada foi recebida com entusiasmo pela comunidade escolar, que teve a oportunidade de participar de uma palestra sobre combate ao racismo.

O Evento contou com a presença da professora Nátilia Poliana, diretora do CEM; do diretor regional de ensino, Havon Bezerra; da supervisora educacional, Marli Santana; e da psicóloga, Gabrielle Barbosa, demonstrando o apoio institucional à causa.

Durante a palestra, a juíza Renata do Nascimento e Silva compartilhou com os(as) alunos(as) presentes o contexto histórico do negro no Brasil e destacou como as situações do passado influenciam a percepção das pessoas, perpetuando preconceitos enraizados na sociedade. Com propriedade e sensibilidade, a juíza ressaltou a importância de adotar uma postura antirracista e apresentou exemplos práticos de como isso pode ser trabalhado em diferentes contextos.

“O racismo é um problema estrutural que infelizmente persiste em nossa sociedade. Como magistrada, mulher e negra, sinto a necessidade de utilizar meu espaço para disseminar conhecimento. Acredito que essa conscientização e sensibilização são papéis fundamentais do Judiciário, especialmente após o pacto pela equidade racial assinado pelo nosso Tribunal de Justiça”, afirmou a juíza Renata.

O senhor Havon Bezerra, diretor regional de ensino, reconheceu a relevância da temática na atualidade e enfatizou a importância da conscientização para combater o racismo. Ele destacou o papel da educação como o melhor caminho para promover mudanças significativas. “Precisamos combater o racismo; para isso, é necessário conscientização. Acreditamos que o conhecimento adquirido hoje deve ser levado para a vida real e colocado em prática”, ressaltou Bezerra.

A iniciativa da juíza Renata trouxe à comunidade escolar uma oportunidade enriquecedora de reflexão e conscientização sobre a importância de combater o racismo e promover a igualdade racial em todos os âmbitos da sociedade. Em consonância com o compromisso do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins (TJTO) com o Pacto Nacional do Judiciário pela Equidade Racial, o evento destacou a relevância dessa diretriz, ao promover ações que corroboram com os objetivos estabelecidos, fortalecendo a luta por igualdade e conscientização racial.

[ad_2]

FONTE

Comentários estão fechados.