Polícia Federal investiga crime de armazenamento e compartilhamento de imagens contendo abuso sexual envolvendo criança ou adolescente

[ad_1]

Investigado teria praticado armazenamento e compartilhamento de imagens contendo abuso sexual envolvendo criança ou adolescente

Foto: Divulgação/Polícia Federal

Foto: Divulgação/Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (9/5) a “Operação Longo Alcance IV”, tendo como objetivo aprofundar investigação relacionada ao cometimento do crime de armazenamento e compartilhamento de imagens de abuso sexual envolvendo criança ou adolescente.

O Inquérito Policial foi instaurado na Superintendência Regional de Polícia Federal em Tocantins em 2022, a partir de notícia de fato recebida por meio de cooperação internacional.

Nesta etapa, a equipe da Policia Federal executa atos de investigação onde cumpre mandado de busca e apreensão no município de Novo Acordo/TO, expedido pela 4ª Vara Federal de Palmas/TO.

O suspeito poderá ser indiciado e responder pelos crimes de armazenamento e distribuição de vídeos contendo sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente, cujas penas previstas, somadas, podem ultrapassar 10 anos de reclusão.

Fonte: Polícia Federal no Tocantins



[ad_2]

FONTE

Comentários estão fechados.