Portal do Ministério Público do Estado do Tocantins

[ad_1]

Durante solenidade de posse de cinco novos promotores de Justiça Substitutos na tarde desta segunda-feira, 01, na sede do Ministério Público do Tocantins (MPTO), a instituição foi parabenizada pelo essencial trabalho de promover a defesa das leis, dos interesses da sociedade e dos direitos fundamentais do cidadão.

“O Ministério Público tem um papel muito importante na estruturação do Estado do Tocantins. Temos uma instituição cada vez mais organizada, melhor estruturada, e, agora, com o ingresso dos novos representantes, temos a certeza de que a cada dia vamos poder contar com um Ministério Público ainda mais atuante, o que é fundamental para que o nosso Tocantins seja um estado organizado e exemplo para o restante do Brasil”, ressaltou o vice-governador Laurez Moreira, presente na cerimônia.

Para o promotor de Justiça substituto recém-empossado  Vicente José Tavares Neto, é um orgulho ingressar no MPTO, instituição reconhecida em todo o país. “Hoje é um dia que aguardo durante anos. A instituição em que ingresso é comprometida com a sociedade e tem uma atuação humana”, disse, ao discursar em nome dos demais colegas empossados.

Posse 

Os termos de posse foram assinados pelo procurador-geral de Justiça e presidente do Colégio de Procuradores, Luciano Casaroti, e entregues pessoalmente aos promotores de Justiça Substitutos Célio Henrique Souza dos Santos, Vicente José Tavares Neto, Jorge José Maria Neto, Virgínia Lupatini e Lucas Abreu Maciel.

“A sociedade exige de nós um trabalho proativo, por isso mantenham-se humildes e disponíveis. É pelo cidadão que nós estamos aqui e vamos defender desde a criança ao mais idoso”, aconselhou Luciano Casaroti, finalizando: “sejam muito bem-vindos a esta instituição. Vamos oferecer todo o apoio e as condições de trabalho necessárias para que cumpram suas funções com qualidade”.

Em nome do Colégio de Procuradores, a procuradora de Justiça Maria Cotinha Bezerra Pereira também parabenizou os novos empossados e frisou que “é uma honra recebê-los nos quadros do Ministério Público do Tocantins. O sucesso e a grandiosidade desse momento também se devem à comissão organizadora do 10º concurso da instituição. Por isso, parabenizo a todos”, concluiu. 

Na oportunidade, o corregedor-geral do MPTO, Moacir Camargo de Oliveira, reforçou em sua fala que os empossados assumiram um compromisso muito maior. “Um compromisso com um bom futuro. Não somente com o povo tocantinense das cidades maiores, como Palmas, mas de todas as cidades. Os senhores devem sempre ter em mente que todos necessitam do nosso respeito e apoio”, disse.

O presidente da Associação Tocantinense do Ministério Público (ATMP), promotor de Justiça Pedro Evandro de Vicente Rufato, também reforçou a dedicação para com o povo tocantinense. “Vocês  foram aprovados em um concurso difícil e concorrido. Com certeza foram anos de estudos e muita dedicação. Vocês estão absolutamente legitimados para exercer o cargo de promotor de Justiça. Mas saibam que a sociedade é importante. Para cada cidadão tocantinense, os senhores também representam uma conquista. Por isso, ouçam os anseios da comunidade e se dediquem a resolver cada conflito”, disse.

Sobre o concurso

Em nome da Comissão do 10º Concurso para Promotor de Justiça Substituto do MPTO, o promotor de Justiça Celsimar Custódio deu as boas-vindas aos novos membros e destacou que os novos membros permanecem na condição de substitutos por dois anos, período em que terão seu desempenho avaliado para fins de vitaliciamento.

De acordo com Celsimar Custódio, o certame foi realizado sem intercorrências, dentro dos prazos previstos no edital, com transparência reconhecida e respeito ao princípio da impessoalidade.

O concurso já nomeou 23 candidatos. Desse total, 13 tomaram posse e atualmente são 10 promotores substitutos.

Participações

Prestigiaram a cerimônia representantes dos poderes Executivo e Judiciário, além de órgãos do Sistema de Justiça, familiares e amigos dos novos promotores de Justiça substitutos.

(Raquel Oliveira – Ascom MPTO)



[ad_2]

FONTE

Comentários estão fechados.