» TCE/TO sugere alteração na Constituição Estadual para beneficiar a primeira infância


TCE/TO sugere alteração na Constituição Estadual para beneficiar a primeira infância

6 Visualizações

Publicado: 7 de fevereiro de 2024 – Última Alteração: 7 de fevereiro de 2024

Ideia é apresentada a governador e presidente da Assembleia

Em uma ação pioneira no país, o Tribunal de Contas do Estado do Tocantins (TCE/TO) sugeriu ao Governo do Estado e à Assembleia Legislativa (ALETO) que seja elaborada uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) em atenção à primeira infância, considerada a principal fase do desenvolvimento humano. 

A ideia da PEC da Primeira Infância foi apresentada pelo presidente da Corte, conselheiro André Luiz de Matos Gonçalves, diretamente ao governador Wanderlei Barbosa e ao presidente da ALETO, na manhã desta quarta-feira, 7, durante reunião realizada no gabinete da presidência do TCE/TO. Também estiveram presentes o deputado Leo Barbosa e o Secretário da Fazenda Júlio Edstron Secundino Santos. 

O objetivo é adequar e atualizar a legislação estadual às necessidades e às exigências de atendimento às crianças de 0 a 6 anos. 

O presidente da ALETO destacou a relevância de todo o trabalho de iniciativa do TCE/TO em prol das crianças: “um tema muito importante que ultrapassou inclusive as fronteiras, não só do Estado como também do Brasil. O conselheiro André será parceiro na formação dessa PEC, e ao chegar na Assembleia, sem dúvidas, vamos efetivá-la.” 

“Essa proposta de trazer para a Constituição Estadual a responsabilidade de fazer investimentos nas políticas públicas da primeira infância é fundamental. Vai garantir, através dessa PEC, que nós possamos assegurar um orçamento do estado, recursos suficientes para desenvolver as políticas públicas, dar alternativas e criar ambientes de acolhimento, para que essas crianças possam desenvolver atividades e garantir assim um futuro”, frisou o deputado estadual Leo Barbosa.

O governador Wanderlei também apoiou a sugestão: “Isso é uma Política de Estado que vai garantir o futuro dessa criança, que vai se transformar num adolescente, num jovem, e vai ter todo o acompanhamento. Quero parabenizar o Conselheiro André por abraçar um tema tão relevante para a nossa sociedade e quero dizer a todos que nós estaremos juntos nesse projeto.”

O presidente da Corte, André Matos, agradeceu o apoio recebido: “o que aconteceu hoje, aqui no TCE, foi uma iniciativa que vai além da tarefa de simplesmente fiscalizar, mas de influenciar nas políticas públicas. É absolutamente tocante ver o senhor governador do Estado, ver o presidente da Assembleia, contribuindo diretamente com a transformação de uma realidade. Então, essa política vai ficar na Constituição e será para nós do Tribunal de Contas um parâmetro de fiscalização porque é norma constitucional”, concluiu. 

O TCE/TO e a primeira infância

O cuidado com as meninas e meninos está entre as prioridades do Tribunal de Contas. Em maio de 2023 foi firmado o “Compromisso Tocantinense pela Primeira Infância” e a partir da consolidação deste pacto, diversas ações foram desenvolvidas ao longo do ano, como o Plantão do Orçamento pela Primeira Infância, oportunidade em que os 139 municípios e o Governo do Estado alteraram suas Leis Orçamentárias (PPA, LDO e LOA) para incluir políticas públicas em benefício das crianças de 0 a 6 anos. Outra iniciativa de destaque é o “Mãos à Obra”, que consiste no apoio técnico para a retomada das obras paralisadas na área da educação infantil. 

Todo esse trabalho teve repercussão nacional. O TCE/TO foi convidado a apresentar os detalhes durante encontro no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e no seminário do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável (CDESS), Todos Pela Educação e Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, realizado em Recife. Outro destaque importante ocorreu na Câmara dos Deputados em evento da Frente Parlamentar Mista da Primeira Infância. 



FONTE

Comentários estão fechados.

Quer acompanhar
todas as notícias
em primeira mão?

Entre em um de nossos
grupos de WhatsApp