Sobe para 17 o número de mortos em caçada a suspeitos de atacar cidade no Mato Grosso


Crime aconteceu no domingo de Páscoa, quando grupo bloqueou acessos do município de Confresa, atirou contra bombeiros e policiais e tentou roubar empresa; cinco pessoas foram presas

Reprodução/Jovem Pan NewsAção criminosos Mato Grosso
Um dos presos confirmou à polícia que grupo pretendia roubar entre R$ 10 milhões e R$ 40 milhões de empresa da cidade

Subiu para 17 o número de mortos no confronto entre policiais e suspeitos de atacar uma região da cidade de Confresa, no Mato Grosso. O caso é considerado como um crime do novo cangaço e aconteceu no dia 9 de abril, durante o domingo de Páscoa. Na ocasião, o bando fechou as vias de acesso à cidade, atirou em viaturas do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar e tentou invadir uma empresa. No entanto, ao arrombar o cofre da empresa, um vazamento de enxofre impediu a continuidade da ação dos criminosos. Até o momento, além dos 17 mortos, cinco pessoas foram presas pelas autoridades, sendo duas envolvidas diretamente na ação e outras três que prestaram apoio logístico ao bando. Um dos presos confessou que o grupo pretendia roubar de R$ 10 milhões a R$ 40 milhões da empresa. A polícia segue procurando outros envolvidos na ação, com a busca envolvendo mais de 300 agentes de segurança de cinco Estados diferentes, incluindo Mato Grosso e Tocantins, onde aconteceram os confrontos.

*Com informações da repórter Priscila Hauer





FONTE

Comentários estão fechados.

Quer acompanhar
todas as notícias
em primeira mão?

Entre em um de nossos
grupos de WhatsApp